Notícias



03 dicas para evitar sustos com a eletricidade

12/07/2018

1- Vai fazer um reparo?
Desligue a chave! Para a execução de qualquer conserto elétrico, como trocar uma tomada ou o chuveiro, bloqueie a fonte de energia, desligando o disjuntor no quadro de distribuição da casa. “Se você não souber qual é o disjuntor que interrompe o fornecimento de energia daquele circuito especificamente, desligue o geral”, recomenda Alexandre Souza dos Santos, engenheiro eletricista e consultor na A&H Meyer Brasil. E a orientação vale até mesmo para trocar uma lâmpada. “Se as instalações não estiverem adequadas, pode haver risco”, alerta Edson Martinho, diretor executivo da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade

2- Benjamim tem limite
Não é que seja proibido usar os conectores, mas entenda que cada tomada aceita uma carga máxima e é preciso respeitá-la – caso contrário é possível sobrecarregar a rede, provocar um curto-circuito, superaquecimento ou danificar os eletrodomésticos. Por isso, só plugue mais de um equipamento em benjamins quando estiver certo de que eles possuem baixa potência e juntos não provocarão sobrecarga. Para ter uma ideia, Edson exemplifica: “Um televisor tem cerca de 250 W; um aparelho de TV a cabo, 150 W; um videogame, 400 W. E uma tomada residencial comum suporta pelo menos 1200 W”. Já equipamentos muito potentes, como micro-ondas e máquinas de lavar roupa, devem ganhar uma tomada exclusiva. Os novos aparelhos dessas categorias têm até um plugue mais grosso, que impede que um de maior amperagem seja conectado a uma tomada com fiação de baixa corrente. “Em hipótese alguma utilize adaptadores de plugue grosso para plugue fino”, alerta Edson.

3- Atenção aos fios desencapados
Caso estejam soltos, eles podem causar choques e curtos-circuitos. Nas instalações elétricas residenciais, os fios condutores se distinguem por cores e devem estar sempre resguardados – basta encapá-los com fita isolante. Esse material forma uma capa protetora, impedindo que os cabos se encostem, além de não propagar chamas. “A fita não tem tempo de vida útil, mas a exposição ou uso prolongado pode prejudicá-la. Se começar a se soltar, troque-a imediatamente”, ensina Edson.

adptado de https://minhacasa.abril.com.br/sos-casa/10-dicas-de-cuidados-com-com-a-eletricidade/  Texto: Letícia de Almeida Alves








Rua Silveiro, 139
Bairro Menino Deus
Porto Alegre / RS


Segunda à Sexta: Das 8h às 18h.
Sábado: Das 08h30min às 16h30min.


comercio@casadomaterialeletrico.com.br
vendas@casadomaterialeletrico.com.br


(51) 4066.0300
(51) 4066.0100
(51) 98216.5521